Oi! Meu novo endereço é Annie Escreve. Te espero lá!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Estágio pra quê?

Decidi esse ano dedicar os meus anos de graduação para investir na carreira. Uma das implicações dessa decisão é que não farei concursos, não procurarei emprego... Só estágio.

Em poucas palavras, estágio é uma oportunidade prática de aprender (ou de aprender na prática). É essencial para a formação acadêmica de qualquer curso (principalmente daqueles essencialmente teóricos). É o meio termo entre o estudante e o profissional.

Infelizmente, nem todos os estágios oferecem todo o aprendizado de que se poderia tirar proveito. É que em muitos lugares os estagiários estão lá para servir cafezinho, arrumar arquivo, atender telefone...

Para a minha felicidade, meu primeiro estágio foi logo uma tremenda responsabilidade. É, eu também arrumo arquivos, organizo pastas, atendo o telefone... mas tenho que regular os prazos, orientar os acadêmicos do 5º ano que vão fazer estágio obrigatório, e muitas vezes fazer as peças. Isso é ótimo!

Sabe o que é melhor? A vara da infância tem processos na área cível e penal. No início parece muito. Tem que ser uma esponja pra pegar rápido, porque o ritmo de trabalho é uma loucura (exceto quando a juíza ta de férias). Oportunidade de ouro ter um estágio que te permite aprender.

A parte negativa é que na maioria das vezes você tem que adiar o seu grito de independência financeira. Estágios não costumam pagar bem. É uma escolha. Eu escolhi investir na carreira.

Qualquer concurso qeu eu faça agora vai me atrapalhar quando eu tiver que fazer monografia e estágio obrigatório, vai me atrapalhar na produção acadêmica, vai ocupar horas preciosas... Qualquer emprego que eu arrume agora será mais um peso que um alívio: eu rpeciso investir na minha carreira. Agora é a hora de aprender. Depois eu penso no dinheiro. (Quem mora com os pais pode ter ess tranquilidade, né?)

Ah, claro! Abriram vagas para estágio no NEDIJ (onde eu faço estágio) e no Núcleo de Prática Jurídica da Vila C. O NEDIJ paga menos, mas tem mais trabalho. Na Vila C o pagamento até que é bom, mas fica no fim do mundo (a não ser que você more lá), e sempre tem gente do 5º ano pra fazer tudo o que é interessante.

5 comentários:

Cíntia Mara disse...

Engraçado como certas coisas são completamente opostas para profissões diferentes.
Pra mim, trabalhar durante todo o período da faculdade foi o melhor investimento que eu poderia fazer. Enquanto meus colegas de turma procuram estágio pra programador, eu já estou dois passos à frente.
O bom de estagiar é q você pode ter várias experiências diferentes, já q os contratos são por tempo limitado.

Bjs

Annie Adelinne disse...

Pois é, Cintia. Na minha área, arranjar um emprego sem graduação é meio que impossível. A oportunidade que a gente tem são os estágios, ou concursos. O problema é que um emprego concursado acaba tomando muito tempo, não te permite experimentar... Você fica com o conhecimento limitado. E como são muuuitas opções, no estágio a gente tem experiencias diferentes, como você disse. E eu quero ver um pouquinho de tudo!

Estágio, yes!

diogobianchifazolo disse...

Parabéns pela iniciativa, o seu blog está muito bom.
Esbarrei por ele quando fazia uma pesquiza no google sobre o NEDDIJ e não pude deixar de parabenizá-la.
Já fiz estágio aí tbm, e te garanto que é um ótimo lugar de aprendizado.

alteriuris disse...

Olá,

primeiramente parabéns pelo blog. Sobre o post posso comentar por que também passei por isso. Hoje já estou formada, mas tive bastante dúvidas sobre o assunto. Eu sempre soube que queria a aréa acadêmica, por isso sempre participei de grupos de estudo e pesquisas na minha faculdade. Mas como fazer para ter o conhecimento prático daquilo que eu estava estudando?
Fiz estágio, que como você disse não paga bem, não dá para dar o grito da independência financeira, mas foi muito importante para eu ter outra perspectiva daquilo que estava estudando.
Então, se você tem a oportunidade de ficar estudando, aproveite! Por que como você mesmo disse agora é hora de aprender.
Abraços

José Hérbon disse...

Olá...
Sou mais um que no vai e vem das bisbilhotadas de sites que envolvem Direito também encontrei seu blog por acaso... esse acaso que nos traz muitas vezes bons resultados como seu blog... ele é muito bom... continue compartilhando suas experiências, assim como também faço em meu blog... pois é extremamente importante para nós todos que por muitas vezes passamos pelas mesmas situações... abraços... e coloquei um link seu la no meu blog...